4


Ainda sou do tempo de acordar cedo ao Sábado de manhã, de uma forma mais alegre do que nos outros dias de semana e sem precisar que ninguém me chamasse, e isto tudo por causa dos desenhos animados que eram transmitidos na RTP 1. De entre muito programa mítico, existiam aqueles que apesar de não terem o mesmo sucesso, acabavam por ficar na nossa cabeça e divertiam muitos de nós, como era o caso do desenho animado Britânico Raggy Dolls.

Eu acordava por vezes tão cedo que ainda estava a dar a mira técnica, e tinha que me entreter ou com os meus brinquedos ou com um pequeno almoço mais cedo do que o habitual, tudo isto com pouco barulho já que não tinha quarto próprio e a Televisão ficava onde estavam os meus pais a dormirem. Durante algum tempo o desenho animado que iniciava esta maratona televisiva, era a de um desenho animado Inglês que mostrava as aventuras de uns bonecos de trapos que eram considerados defeituosos e estavam no caixote dos brinquedos rejeitados pela fábrica de brinquedos que os tinha criado. A série inconscientemente mostrava uma mensagem de que se devia aceitar todas as pessoas, mesmo aquelas deficientes já que somos no fundo todos iguais e essas também podiam brincar connosco e nos divertirmos todos juntos.

O desenho animado foi um sucesso da Yorkshire Television durando quase uma década, de 3 de Abril de 1986 a 20 de Dezembro de 1994 num total de 116 episódios de 10 minutos cada, que foram transmitidos pela RTP (não sei quantos mas não foram todos) aos Sábados de Manhã na sua versão original e legendada em Português. O genérico mostrava logo na sua essência do que é que a série tratava, com uma letra clara e uma música animada que nos fazia lembrar de algumas músicas dos Beatles. Eram 7 bonecos que por terem algumas deficiências não foram colocados à venda, ficavam ali no caixote dos rejeitados da fábrica de brinquedos mas que depois ganhavam vida quando ninguém estava por perto e viviam algumas aventuras onde as suas deficiências não os impediam de superar os obstáculos que lhes apareciam pela frente.

Era um típico desenho animado da escola inglesa onde se deve educar ao mesmo tempo que se diverte, cenários simples, cores esbatidas e uma boa mensagem a ser transmitida durante todo o episódio. Apesar de não ser fã deste tipo de programas onde o Narrador faz todas as vozes, eu gostava de ver estes Raggy Dolls, e se calhar porque por ser assim calmo era um excelente começo para o Sábado frenético que estava apenas a começar.

















Enviar um comentário Blogger