2


Peste e Sida foi uma daquelas bandas irreverentes dos anos 80 que o pessoal curtia ouvir, com uma batida mexida e um estilo descontraído que os tornava um sucesso junto dos adolescentes. No começo da década de 90, os elementos da banda chegaram a fazer outro projecto musical paralelo a este, os Despe e Siga, enquanto que a banda Peste se dedicava a música original com algumas versões, os Despe produziam somente versões de músicas conhecidas do Pop Rock internacional em músicas bem animadas no nosso Português.

João San Poyo no baixo, Luís Varatojo na guitarra, Fernando Raposo na bateria e João Pedro Almendra como vocalista formaram a banda Peste e Sida em 1986, sendo mais uma daquelas bandas que passou pelo mítico Rock Rendez Vous com algum sucesso, tendo gravado logo o seu primeiro álbum em 1987. Começaram a fazer as primeiras partes dos Xutos e Pontapés, e sofreram constantes mudanças nos integrantes da banda, com entradas e saídas que em nada abalaram o projecto que em 1991 decide fazer espectáculos à parte como Despe e Siga.



É complicado encontrar alguém da década de 80 que andasse num liceu e que não tivesse cantado músicas do Peste & Sida, "Sol da Caparica", "Paulinha" ou "Chuta Cavalo" são bons exemplos disso e do espírito da banda, diversão e música animada que nos fazia abanar a cabeça e dançar alegremente. Foi com outro sucesso dos Peste, o "Bule Bule" que surge a ideia de fazerem a banda Despe e Siga, já que esta música era uma versão do "Wolly Bully" que é apresentado no âmbito das comemorações do 25 de Abril em pleno Terreiro do Paço.



A banda Despe pegava em temas de bandas como os Pogue ou os Madness e tocava-as no mesmo ritmo mas na nossa língua, os maiores sucessos deles foram o "Festa" e o "Bué de baldas" de 1994. Começaram a existir atritos entre os membros fundadores da banda, uns pretendiam manter apenas o projecto dos Peste e Sida, e outros queriam ambos os projectos a funcionar. Como Peste e Sida participam também do álbum de homenagem ao Zeca Afonso, os Filhos da Madrugada e continuam a sofrer revoluções no seu alinhamento o que fizeram com que a banda perdesse muito do seu charme apesar de ainda continuar em actividade.

Como Despe duraram menos, e acabaram antes do final da década de 90. Seja qual for o projecto musical, a energia de Luís Varatojo era impressionante e ajudou ao sucesso de ambas as bandas que deixaram saudades no mundo da música em Portugal.








Enviar um comentário Blogger