2


Quem Tramou Roger Rabbit? (Uma Cilada para Roger Rabbit / Who Framed Roger Rabbit?) estreou em Portugal no Natal de 1988, e surpreendeu tudo e todos naquela combinação de personagens de animação com actores de carne e osso, para além de ter um tipo de humor negro que se destacava em conjunto com os efeitos especiais do filme. Nós conseguíamos acreditar que aquelas personagens estavam ali lado a lado tal as interpretações de actores como Bob Hoskins ou Christopher Lloyd e ríamos com todas aquelas peripécias, apesar de só percebermos alguns dos innuendos anos mais tarde.

A Walt Disney tinha os direitos para o filme desde 1981, mas foi o CEO Michael Eisner que decidiu colocar o projecto em andamento contratando para isso a produtora de Steven Spielberg, a Amblin Entertainement. O executivo da Disney Jeffrey Katzenberg, achava que aquele tipo de projecto híbrido de animação e imagem real ia revitalizar os estúdios da Disney, o que acabou por ser verdade já que o estúdio iria começar a ter uma quantidade de filmes de sucesso nos anos posteriores a este filme que teve um investimento de quase 30 Milhões de Dólares, o filme de animação mais caro de sempre.

O cargo de realizador foi oferecido em primeiro lugar ao Monty Phyton Terry Gilliam, que recusou por não compreender todos os aspectos técnicos do filme e que mais tarde se veio a arrepender desta decisão, facto que já admitiu ter sido por pura preguiça da parte dele. O escolhido acabou por ser Robert Zemeckis, enquanto que a animação ficou a cargo do Richard Williams, que teve a sorte de poder usar num só filme personagens de estúdios tão diferentes como a Disney, a Warner Brothers ou a Universal.

Isto tudo deveu-se ao esforço de Steven Spielberg que conseguiu chegar a acordo com muitos dos estúdios, cedendo a algumas exigências como o facto de que por exemplo na cena entre uma personagem da Disney e uma da Warner Brothers, ambas tinham que ter mesmo tempo de ecrã. Mesmo assim ficaram algumas personagens da Golden Age da animação de fora, mas que não comprometeram em nada o visual e o desenvolvimento do filme.

O filme mostra como em 1947, as personagens dos desenhos animados conviviam alegremente com os actores de Hollywood, num estúdio pertencente a R.K.Maroon que ficava perto da ToonTown, a cidade dos desenhos animados. Quando uma das suas estrelas da animação tem problemas conjugais, Maroon contrata o detective privado Eddie Valiant (Bob Hoskins), que juntamente com o seu irmão Teddy tinha sido um dos maiores amigos dos desenhos animados, mas quando Teddy foi assassinado por um desenho animado maluco, Eddie virou um alcoólico e começou a detestar tudo relacionado com a animação e com a Toontown.

Eddie vai ajudar Roger Rabbit (Charles Fleischer), um coelho hiperactivo e um pouco ingénuo que é uma das maiores estrelas da animação mas que está a sofrer por suspeitar que a sua mulher o está a trair. Valiant descobre então que a mulher de Roger não era o que ele pensava, mas sim uma mulheraça desenhada de uma forma sensual e que deixava os humanos tão doidos como os desenhos animados, para complemento disto tudo tinha a voz sensual de Kathleen Turner, que dava a Jessica Rabbit uma sexualidade nada própria para um desenho animado. Eddie tira fotos "comprometedoras" dela e de Marvin Acme, proprietário da Toon Town, que deixam o coelho completamente destroçado e a jurar que ele e a mulher iriam continuar juntos desse por onde desse.

Quando Acme é encontrado morto, todos os indícios apontam para Roger que é tramado pelo Juíz Doom que é interpretado brilhantemente por Christopher Lloyd e que tem como missão destruir Toon Town e construir uma auto-estrada. Doom tinha inventado algo que podia matar um desenho animado, algo que ele chamava de "o Banho" e que não tinha problema nenhum em usar para fazer justiça com as próprias mãos. Seguem-se umas quantas peripécias com Roger a fugir da brigada de Doninhas e a tentar limpar o seu nome com a ajuda de Valiant que ultrapassa assim o seu trauma para com os desenhos animados.

O filme é extremamente divertido e ainda hoje se vê muito bem já que todos os seus efeitos especiais continuam imaculados e os diálogos são extremamente divertidos. Uma das minhas cenas preferidas é quando Eddie fica algemado a Roger e quando se tenta libertar, percebe que o coelho podia ter saído das algemas a qualquer altura e terem evitado as situações complicadas pelas quais tinham passado a fugir das Doninhas. Depois quase todos os cameos de personagens conhecidas da animação são bem engraçadas, desde o Yosemit Sam até ao Pato Donald, e que nos deixa com pena de não terem podido usar personagens como Popeye ou Tom and Jerry.










Enviar um comentário Blogger