2

Boris Becker foi um dos meus tenistas preferidos, o seu Serviço rápido e certeiro e os seus volleys fantásticos junto da rede faziam com que ficasse vidrado a ver os seus jogos e as suas constantes vitórias e conquistas de Grand Slams.

Becker nasceu a 22 de Novembro de 1967 na Alemanha, e conquistou o mítico torneio de Wimbledon em 1985 com apenas 17 anos, começando assim uma carreira que o consolidou com um dos melhores tenistas da década de 80 e 90. Os seus jogos com Ivan Lendl e Stefan Edberg eram fantásticos, verdadeiras pérolas numa altura que existiam grandes tenistas e a competição em cada torneio era bastante equilibrada. Na sua defesa do título de Wimbledon, Becker derrotou Lendl (que era o número 1 na altura) e assim provou que não tinha sido um acaso aquela sua primeira conquista naquele que é considerado o melhor dos torneios do Grand Slam.

Becker participou num dos jogos mais longos da história do ténis, onde derrotou o Norte-Americano John McEnroe num jogo que demorou 6 horas e 22 minutos, numa altura em que não existiam tie-breaks na Davis Cup. Em 1989 ele foi eleito o jogador do ano com as suas vitórias em Wimbledon frente a Edberg e no Open dos Estados Unidos frente a Lendl, tendo ainda chegado às meias finais de Roland Garros, perdendo o lugar na final para o seu rival Edberg e ajudou ainda a Alemanha a vencer a Davis Cup derrotando André Agassi. No entanto não conseguiu o lugar cimeiro na ATP, mas a sua qualidade no court era já respeitada por todos e não foi por isso de estranhar essa distinção de jogador do ano.

Na década de 90, André Agassi começou a ser um rival para o Alemão, impedindo este de terminar o ano no 1º lugar (depois dele ter destronado o seu eterno rival Ivan Lendl) e na segunda metade dos anos 90 começou a ter uns jogos fantásticos com Pete Sampras, que considerou Becker o melhor jogador Indoor que já tinha conhecido e defrontado. Para além das suas vitórias como single player, foi um dos melhores jogadores em Dupla ganhando inclusive a medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992.

Apesar de nunca ter acabado um ano como o #1, este tenista destro conseguiu sempre conquistar inúmeras vitórias, a sua maioria em courts de relva ou sintéticos, nunca conseguindo no entanto uma vitória num torneio de terra batida apesar de nunca ter feito má figura nesses mesmos torneios. A sua última vitória num grand slam foi no torneio de Austrália em 1996 frente a Michael Chang. Becker tem o recorde do jogador mais novo a vencer o torneio de Wimbledon (sendo o segundo mais novo a vencer um grande torneio) e do jogador com mais vitórias contra um jogador em primeiro lugar na tabela, 19 vitórias. O seu palmarés é de 163-40 o que dá uma percentagem de vitória superior a 80% tornando-se assim parte da elite que são os 10 jogadores que têm uma percentagem superior a 80%.

Guardo boas recordações dos jogos que vi dele, tanto em directo como a ver jogos antigos em que ele participou e era um dos nomes que eu escolhia quando jogava algum jogo de consola ou computador.







Career titles49
Highest rankingNo. 1 (28 January 1991)
Grand Slam Singles results
Australian OpenW (19911996)
French OpenSF (198719891991)
WimbledonW (198519861989)
US OpenW (1989)
Other tournaments
Tour FinalsW (1988, 1992, 1995)WCT(1988)
Olympic Games3R (1992)
Doubles
Career record254–136
Career titles15
Highest ranking6 (22 September 1986)
Grand Slam Doubles results
Australian OpenQF (1985)
Other Doubles tournaments
Olympic GamesW (1992)
Last updated on: N/A.
Olympic medal record
Men's Tennis
Gold1992 BarcelonaMen's doubles



Enviar um comentário Blogger