2

Lembro-me bem de ser miúdo e adorar apanhar umas quantas Azedas e ir a trincá-las para sentir o gosto ácido das mesmas. Era no começo do bom tempo, normalmente em Junho, que se começava a ver esta peculiar planta em alguns dos caminhos que eu efectuava para a escola ou outros locais e que se via várias crianças e adolescentes a agarrar nas mesmas e já se sabendo qual o motivo.

Eram poucos os que pensavam no factor de algum cão já ter urinado para cima delas, era algo comum já, via-se, agarrava-se, trincava-se e cuspia-se. Simples e com um gostinho que já todos conheciam e muitos apreciavam. O caule da planta tinha sempre aquele suco ácido e bastava uma trincadela para se sentir esse gosto a escorrer pelos nossos lábios.O que é certo é que em alguns países até há o hábito de comer sopa com esta planta, ou então de a usar como erva aromática.

 Já não vejo muito a planta pelos caminhos que faço, nem sei se as crianças de hoje têm esse hábito ou se eu voltaria a trincar uma, mas confesso que bate a curiosidade de voltar a sentir aquele gosto de novo.


Enviar um comentário Blogger