3


Existiam muitos jogos com cantilenas para as crianças se divertirem nas décadas de 70 e 80 e uma das minhas preferidas era o Bom Barqueiro ou Passarás para algumas pessoas. Daquelas brincadeiras perfeitas para o recreio da primária e que até eram incentivadas pelos adultos já que não apresentavam perigo de maior para a nossa saúde física.


Nº de jogadores: Vários, de número par.

Material: Pessoas e um espaço para jogar.

Como se joga: Dois jogadores fazem um arco com os braços, estes irão ser os barqueiros.


Os outros jogadores fazem uma fila de forma a que fiquem a apoiar as mãos nos ombros do jogador da frente, enquanto isso os barqueiros combinam um nome para cada um (por exemplo: de frutas, de animais, de objectos, etc.).

O primeiro da fila e o guia cantam:
 “- Que linda falua, que lá vem, lá vem
É uma falua que vem de Belém


Vou pedir ao senhor barqueiro que me deixe passar tenho filhos pequeninos mas algum ficará.”

Quando os jogadores da fila acabarem de cantar os barqueiros começam a cantar “passarás, passarás, mas algum ficara se não for a mãe da frente é o filho lá de trás.

Assim que os barqueiros acabarem de cantar, a fila passa por baixo do arco e um dos jogadores fica preso por baixo. Os barqueiros esperam que a fila se afaste e perguntam ao jogador que ficou preso ex. : -queres banana ou manga? Por exemplo a criança escolhe banana, assim vai para trás do barqueiro que escolhe banana.

No fim, quando todos já estiverem atrás de um barqueiro agarram –se e cada “equipa” puxa para o seu lado , a equipa vencedora é aquela que consegue chegar ao sítio definido ou faz a outra equipa cair.

Pronto, algumas regras, umas quantas frases e era o suficiente para uns momentos de diversão e alguma gargalhada.





Enviar um comentário Blogger