2

Os anos 90 foram férteis em Boysband e Girlsband, e a banda Britânica das Spice Girls era o maior expoente desse género musical, tendo um sucesso estrondoso e criando uma febre Planetária. Para além das vendas de discos, o merchandising ligado a este grupo marcou o começo da década, todas as meninas do Planeta queriam um pouco do "Girl Power" e muitos pais não se chateavam nada ao comprar posters deste grupo de mulheres que se apresentava sempre em roupas bastante provocantes.

A banda é creditada por revitalizar o conceito de Teen Pop Idol, e com Simon Fuller como manager, foram uma presença constante em revistas e programas televisivos ajudando a que o seu sucesso ultrapassasse as barreiras do Reino Unido. A banda foi formada em 1994 tendo editado o seu primeiro álbum, "Spice", em 1996 que ajudou a Virgin Records a bater todo o tipo de recordes com mais de 28 Milhões de cópias vendidas muito à custa do primeiro single "Wannabe". A música chegou ao primeiro lugar dos tops em mais de 30 Países, e quando a conceituada revista "Top of the Pops" decidiu atribuir alcunhas às integrantes do grupo, não tardou para que toda a imprensa, e elas próprias, adoptassem esses nomes para caracterizar e individualizar cada uma delas.

Melanie C. (Sporty Spice), Emma Bunton (Baby Spice), Melanie B. (Scary Spice), Victoria (Posh Spice) e Geri Halliwell (Ginger Spice) formavam o grupo feminino que mais discos vendeu (mais de 75 Milhões), e que faziam as delícias de uma geração de raparigas que via ali um grupo de mulheres fortes e independentes, e de rapazes que deliravam com as roupas e as coreografias ousadas dos seus telediscos.

Foram consideradas a personalidade da década e que ajudou a marcar o movimento conhecido como Girl Power, com vestidos com a bandeira Union Jack a serem um dos maiores símbolos desse mesmo movimento.

Por cá isto foi um sucesso também, eram presença constante no top + quer com o seu primeiro single quer com o segundo single, "Say you'll be there" ou o mega sucesso do Natal "2 Become 1" que mostravam a versatilidade da banda para apresentar músicas mexidas ou então simplesmente umas baladas. Lembro-me de começar a ver recortes de revistas nos cadernos de diversas colegas, e no meu dossier, posters em paredes de quartos e todo o tipo de merchandising provando que também no nosso País elas foram um tremendo sucesso.

Chegou a altura que a Spicemania começou a ser comparado com  a Beatlemania, isto devido aos recordes pertencentes a esta última serem sempre batidos por estas meninas de ar angelical mas com uma atitude rebelde. Em 1997 conseguiram entrar no complicado mercado musical dos Estados Unidos, batendo o recorde dos Beatles e conseguindo colocar Wannabe na 11º posição do top Bilboard. Foi o álbum mais vendido de 1997, que foi também o ano de lançamento do seu segundo álbum "Spiceworld" que originou mais uns singles de sucesso e que teve direito inclusive a uma longa-metragem, o que levou a uma exposição mediática constante e contribuiu para a saturação do grupo perante o público tanto na Europa como nos Estados Unidos.

Foi o querer aproveitar a febre ao extremo, podiam ter continuado com o primeiro álbum mais uns 2 anos (tinham acabado de começar a dar concertos ao vivo) antes do lançamento do segundo, mas foram opções tomadas pelo seu Manager, que foi despedido nesse ano, que não beliscaram mesmo assim o sucesso nas vendas e a procura de patrocinadores para que as meninas fossem o rosto das suas marcas. No final da década, e sem o seu manager, começaram a perder o rumo e o facto de um dos seus membros (Geri Halliwell) ter abandonado o grupo não ajudou à saúde financeira e comercial da banda.

Mesmo assim, são poucos os que não dançaram o Wannabe, e a prova de que esta banda marcou a década foi reforçada na reunião que tiveram em 2007 e onde bateram de novo recordes numa tourné mundial. Um sucesso que envolvia todo o tipo de pessoas, que se reviam nos membros da banda que mais se identificavam com a sua forma de ser, quer fossem desportistas, quer fossem uma menina que adorasse moda, todas podiam ver e gostar das Spice Girls.












Enviar um comentário Blogger