... de Saltar a Fogueira - Ainda sou do tempo

quarta-feira, 13 de junho de 2012

... de Saltar a Fogueira



Ainda sou do tempo em que tínhamos alguma liberdade para ter brincadeiras um pouco mais perigosas, e um dos maiores exemplos era o Saltar a Fogueira na altura dos Santos Populares. Na semana que antecedia o 13 de Junho, existia na minha rua umas mini festas onde o ponto alto era o poder saltar a Fogueira à noite mesmo que ainda fossemos umas crianças.

Durante o dia íamos apanhando a lenha que iria servir para a fogueira e para a confecção das Sardinhas e Bifanas. Em algumas ocasiões até havia festas um pouco mais elaboradas, com jogos como soltar um hamster e apostar em que casa ele iria entrar, ou com um grupo musical a tocar durante a noite toda.

A emoção do perigo de nos podermos queimar, o estar ali o bairro em peso, tudo ajudava a que esse simples acto se tornasse como uma manobra digna do Jackass na nossa mente (embora na altura nem soubesse o que era isso). As músicas escolhidas ou eram o que mais tarde se gostou de apelidar de Pimba, ou então algo latino muito mexido e que para nós não importava, o que importava era pode estar acordado até de madrugada como os adultos e o poder saltarmos a Fogueira. Foi algo que se foi esmorecendo, primeiro acabaram as festas e agora já nem se vê Fogueiras nenhumas por aí.. uma pena.





4 comentários:

  1. Fiz muito isso! E também me queimei...
    :D

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lol era complicado, então quanto mais tempo passava da Fogueira a arder, pior era para saltar

      Eliminar
  2. Costumava haver nessas ocasiões, as fogueiras das crianças. que era basicamente um tronco em brasa para as crianças saltar

    ResponderEliminar
  3. Eu sou desse tempo maravilhoso! Que tempos tão bem passados! Inolvidáveis 😍😍😍😍😍

    ResponderEliminar