3


Portugal começou a ser invadido por músicos do Brasil,  muitos deles eram diferentes daquilo que estávamos habituados a ouvir do outro lado do Oceano, na segunda metade da década de 90, mas nenhuma banda era tão diferente e irreverente como os Mamonas Assassinas, um grupo de Rock cómico que misturava um sem número de géneros musicais desde o Pagode ao forró e dentro dos quais podíamos até encontrar o Vira Português. A carreira da banda foi meteórica, durou de Julho de 1995 a Março de 1996, e com apenas um álbum de estúdio conquistaram o Brasil e Portugal continuando a tocar muito para além da sua morte trágica e inesperada.

A banda começou no começo da década de 90, quando o baterista Sérgio Reoli é apresentado ao guitarrista Bento Hinoto e ambos decidem começar a tocar juntos em casa de Sérgio. Isso desperta o interesse do irmão deste, Samuel, que pegando no baixo ajuda-os a formar a banda chamada Utopia que que começou a tocar covers de bandas conhecidas como Legião Urbana ou Titãs. O vocalista Dinho e o teclista Júlio Rasec se uniram à banda e ajudaram a que esta começasse a abandonar os covers e a música séria, para enveredar por músicas de paródia e mais palhaçada em palco. A exuberância de Dinho chamava a atenção de todos, e o seu carisma ajudou a chamar a atenção de um produtor que os ajudou a gravar as suas primeiras músicas, Pelados em Santos e Robocop Gay, e a mudar o seu nome para Mamonas Assassinas.



Em 1995 saiu então o seu álbum, Mamonas Assassinas, e com passagens por todos os programas televisivos de topo da Globo, o grupo começou a chamar a atenção e a lotar salas de espectáculos, chegando a vender 100 mil cópias de discos a cada dois dias. Infelizmente quando a banda começava a pensar numa carreira internacional, com viagem marcada para Portugal e tudo, um terrível acidente aéreo matou todos os elementos da banda e terminando assim uma carreira que podia ter tido ainda mais sucesso.

Logicamente que isso não impediu que escutássemos constantemente a banda por Portugal, a Rádio Cidade e outras trataram disso e quando saiu o cd deles por cá, rapidamente chegou ao 1º lugar de vendas. Vira-Vira, Mundo Animal, Pelados em Santos ou Robocop gay eram músicas que nos deixavam com um sorriso nos lábios ao mesmo tempo que podíamos dançar ao som dela e nos divertirmos em mais que um sentido. Por cá tivemos algumas bandas do mesmo género nessa altura, como os Fúria do Açúcar ou os Mercuriocromos, mas estes foram os que mais nos divertiram e nos deixaram com uma imensa saudade.














Enviar um comentário Blogger