0

Ainda sou do tempo em que o maior crime que uma criança cometia, era o arreliar do sossego das pessoas, e uma das brincadeiras preferidas, era o de tocar uma campainha e fugir a sete pés. É que nem ficávamos para ver a reacção da pessoa, ou sequer se estava por casa, era tocar e começar logo a correr.

No meu tempo havia poucos prédios, por norma era vivendas mesmo, o que dava mais perigo à coisa, em certas alturas até entrávamos pelo quintal dentro, e depois tinha que se correr ainda mais para fugir do alcance visual da pessoa. Isso era ainda mais importante quando escolhíamos alguma casa na nossa rua, ou perto da mesma.

Servia como uma ida ao ginásio, e nada substituía a excitação que sentíamos no momento de começar a correr. Repito, é daquelas brincadeiras que se tem mais quando se tem só um dígito na nossa idade, se bem que era feita em forma de desafio nos anos mais tarde ou durante uma grande bebedeira.




Enviar um comentário Blogger