0




Ainda sou do tempo em que existiam várias brincadeiras onde tínhamos que pensar ao mesmo tempo que tínhamos que nos mexer. Uma delas era o Sr. Doutor tenho uma dor. O jogo podia ter vários jogadores, convinha ser no mínimo uns 4, e escolhia-se um deles como Sr. Doutor.

Esse irá ficar de costas para os restantes e começava a contar até 100, os outros começavam a formar uma roda dando as mãos e tentando emaranhar-se com todos os seus membros, os superiores e os inferiores, sem nunca largar as mãos uns dos outros. Alguém gritaria depois "Sr. Doutor, tenho uma dor" e o Doutor iria tentar desemaranhar os jogadores mas sem eles largarem as mãos uns dos outros.

O jogo provocava bastantes gargalhadas e não era de fácil resolução para o Doutor. Não era dos mais populares no recreio, implicava muito tempo parado, mas era bem divertido quando se jogava.

Enviar um comentário Blogger