1

Eu passo horas no Facebook, mas mesmo assim devo estar a dias de distância para igualar o tempo que eu perdia na antiga rede social de conversação, o IRC. A primeira coisa a fazer depois de ligar o cabo de telefone ao PC e colocar um daqueles cd's da Telepac, Clix, IOL e afins, era instalar o programa do mIRC, criar um nick e entrar nesse mundo viciante e maravilhoso.

Podíamos ficar só com o programa normal, ou então instalar um script que servia como um "tunning" para que tivéssemos acesso a coisas pré programadas como jogos, frases feitas, "bonecos" ou armas para a luta de poder pelo canal.

Depois de termos criado o nick que iria ser a nossa persona, chegava a hora de nos juntarmos a um canal (/join) e assim conhecermos as pessoas que o frequentavam numa conversa animada na janela principal, ou então começarmos uma conversa em privado com alguém.

No canal havia os que mandavam no mesmo, os OP's, e para além dos usuários normais, havia uma categoria extra que eram os Voices, normalmente atribuídos a pessoas que tinham alguma importância no canal mas sem os poderes de kickar ou banir como os OP's. Lembro-me de passar horas, de ficar acordado até de madrugada em conversas divertidas em canais que por vezes não tinham mais de 5 usuários, como o #comics, e falar-se de tudo um pouco desde ao que passava na TV comentando tudo em directo, ou sobre picardias existentes entre canais ou usuários.

Nas conversas em pvt imperava a tentativa do engate, com o uso da técnica "olá, dd tcl, idd?" para quebrar o gelo e depois ver até onde é que a conversa ia. A troca de fotos era algo comum, já que ainda não havia muito programa com Webcams e nem todos tinham uma.

Sempre que ouvíamos uma música, fazíamos com que o canal soubesse utilizando o comando /me, comando esse que era usado também sempre que queríamos sugerir algo que estivéssemos a fazer. Tenho boas lembranças de anos de verdadeira diversão em canais como o #comics ou o #wwe e usando scripts como o Extreme ou o Ninja. Ainda hoje olho para os logs que tenho guardados com alguma nostalgia recordando-me de toda a emoção que existia nas conversas entre várias pessoas ao mesmo tempo.






Enviar um comentário Blogger