4


Blackadder faz parte daquelas séries que não entendi da primeira vez que a vi, o que é normal já que era muito novo quando a RTP passou isto, e só anos mais tarde, nos canais por cabo e com o dvd, é que pude me deliciar com a genialidade da mente dos criadores desta personagem, Richard Curtis e Rowan Atkinson.

A série prolonga-se por quatro "temporadas", cada uma a passar-se numa determinada era da história da humanidade, e retrata as desventuras de um membro da nobreza Britânica, interpretado pelo próprio Atkinson, e o seu companheiro fiel, Baldrick (Tony Robinson). Ao longo das séries enquanto a inteligência de Blackadder aumenta, a de Baldrick diminui consideravelmente juntamente com a condição social de ambos. Nas primeiras duas temporadas eles são dominados por um aristocrata, Lord Percy de Tim McInnermy, e depois por Hugh Laurie que interpretou um Príncipe na terceira temporada e um Tenente na última.


Não sou fã da primeira temporada confesso, acho que a personagem é muito mais rica quando é mostrada de uma forma inteligente e com desdém por todos ao seu redor, do que a personagem burra e ridícula da primeira. Aqui ele é um filho burro e cobarde numa época como a idade média, onde tenta de uma forma atabalhoada e com a ajuda do seu servo, na altura mais inteligente, Baldrick cair nas boas graças do seu Pai que dominava o País. Mas isso muda na segunda, quando passamos para o reinado da Rainha Elizabeth e vemos a aparição de um Blackadder bastante mais inteligente e manipulador. A série mostra como Blackadder tenta manipular a Rainha infantil em seu benefício apesar das dificuldades impostas por um lorde rival, interpretado por Stephen Fry, e da ignorância de ambos os seus aliados, Baldrick e Lord Percy. No final desta temporada o actor que interpreta Tim, decide sair da série para que não ficasse estereotipado com este tipo de papel mas felizmente volta na última série.


Ao contrário das sequelas dos filmes, cada nova série de Blackadder é melhor que a anterior e por isso a Terceira atinge novos níveis de genialidade com um Príncipe Galês burro que nem uma porta, numa actuação soberba de Hugh Laurie, e Blackader é o seu Mordomo. Aqui a personagem continua bastante inteligente, ao contrário de Baldrick que fica mais burro e os seus "cunning plans", são cada vez mais absurdos e hilariantes.

A minha série preferida é a última, passada na primeira guerra mundial e com um elenco fenomenal onde cada papel é fantasticamente interpretado por alguns dos melhores actores da Tv Inglesa.

Rowan Atkinson é o Capitão Blackadder, que só quer fugir da guerra sem ser morto e passar despercebido na mesma. Mais inteligente que os que o rodeiam, encara a vida de uma forma cínica e tenta sempre desesperadamente encontrar uma forma de sair das trincheiras.

Tony Robinson continua como Baldrick, um simples soldado completamente imundo e imbecil, com uns planos super idiotas para o infortúnio do seu superior. Os seus talentos culinários são ao nível da sua inteligência.

Hugh Laurie veste a pele do idiota Tenente George, que está sempre pelas trincheiras como os outros dois. Como vem de boas famílias, isso é aproveitado em muitas ocasiões por Blackadde de modo a safar-se dos seus esquemas.

Tim McInnermy volta como Capitão Darling, um lambe botas supremo e que despreza Blackadder e tenta de tudo para lhe complicar a vida. Os trocadilhos em torno do seu nome dominam toda a série.

Stephen Fry é o General Melchett, que se encontra sempre bem longe das trincheiras e é um verdadeiro bonacheirão sempre pronto para se divertir. Também não abunda na inteligência, e depende do Capitão Darling para não se esquecer das coisas e para não cometer imbecilidades.


Aconselho vivamente a adquirirem o pack completo com todas as temporadas de Blackadder para além dos especiais transmitidos pela BBC. É uma das melhores comédias de sempre e os risos são garantidos a cada 5 minutos. Cada série tem apenas 6 episódios, mas são mais do que suficientes para nos apaixonarmos por esta personagem.








Enviar um comentário Blogger